[PROJETO LENDO JULIA QUINN]: O Visconde Que Me Amava (Os Bridgertons #2) - Julia Quinn

em 28 de agosto de 2018


Título: O Visconde Que Me Amava (Os Bridgertons #2)
Ano: 2013
Páginas: 288
Editora: Arqueiro
Autor (a): Julia Quinn
SkoobO Visconde Que Me Amava (Os Bridgertons #2)
Classificação:


Sinopse: A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será
Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva.
Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela.
Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele.
Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração.
Considerada a Jane Austen contemporânea, Julia Quinn mantém, neste segundo livro da série Os Bridgertons, o senso de humor e a capacidade de despertar emoções que lhe permitem construir personagens carismáticos e histórias inesquecíveis.

Oi gente, tudo bem com vocês? 

O Projeto lendo Julia Quinn está me deixando muito orgulhosa, simplesmente estou amando todos os livros dela. Hoje temos um pouco do livro “O Visconde que me Amava”. Depois do primeiro livro estava esperando o mesmo estilo de história, entretanto o irmão mais velho e visconde Anthony tem um drama muito diferente que sua irmã Daphne.

Anthony é um homem de 29 anos e considerado por Lady Whistledown (colunista da época) por ser um libertino, patife e com toda a razão. Depois da inesperada morte de seu pai, Anthony está disposto a viver sua vida sem medir muitos pensamentos, agora sendo feche da família Bridgertons tem muitas responsabilidades formais, como manter as irmãs mais novas longe de patifes como ele e, sempre estar do lado da família que é sempre a sua prioridade, dessa forma ele vive assim, porém após um acontecimento e circunstâncias ele prometeu uma coisa, uma coisa que nunca pensou que seria capaz de voltar atrás.

Já em uma casa mais simples, conhecemos a Katharine Sheffield. Pela primeira vi um livro que a personagem principal não é definida por uma beleza desesperadora, entretanto, ela contém certa beleza, contudo, uma beleza natural e que poucos homens conseguem enxergar. Infelizmente a Kate sempre foi à sombra da sua irmã Edwina Sheffield, que não é sua irmã de sangue, mas as duas tem um relacionamento muito legal. Edwina por sua vez tem uma beleza que é considerada “devastadora” e todos querem a mão dela em casamento. Após um anúncio em público, Edwina falou que só será possível corteja-la aquele homem que conseguir a permissão de sua irmã Kate. Ora, e a confiança de Kate é muito difícil de ser conquistada. Porém, Mary, mãe das meninas não tem condições financeiras para manter as duas filhas na temporada social, dessa forma, só haverá uma forma de resolver isso casar suas filhas.

“Durante toda a vida ela fora aquela a receber o segundo olhar, a segunda saudação, o segundo beijo na mão. Como irmã mais velha deveria ser cumprimentada antes da irmã mais nova, mas a beleza de  Edwina era tão impressionante e o azul puro e perfeito de seus tão surpreendentes, que as pessoas simplesmente se esqueciam de todo o restante em sua presença. -Kate”  

Está na hora de casar-se diz Anthony a Coli Bridgerton. Ele precisa manter o título da família e seguir o exemplo de uma pessoa muito especial, e por Coli ele conheceu as Sheffields que por sua vez, estão disponíveis para o matrimônio. Ao ver Edwina ele decidiu que ela seria sua mulher, entretanto, tem uma pedra no meio do caminho, no caminho havia uma pedra (Drummond de Andrade) e ele fará de tudo para conquistar a confiança da irmã de sua futura noiva. 

Kate é uma mulher com opinião própria, mesmo com os costumes da época ela não teme em usar sua inteligência e artimanha para conseguir o quer. Mais aí está o problema o Anthony também é muito determinado e assim, a história se desenvolve com pisoes nos pês, nas mãos e muitas coisas engraças. Algumas pessoas podem achar o “gênio” da Kate um pouco chato, mas acho que a Julia Quinn ajustou muito bem as atitudes dela. Com tudo, acontece muita coisa que pode lhe surpreende. Eu fico muito surpresa pela autora conseguir mudar o rumo da história sem a gente sentir e, sempre no final da história, quando a gente acha que nada pode acontecer mais. 

“Significa que o amor não tem nada a ver com o medo de que tudo acabe, mas com o encontrar alguém que o complete que faça de você um ser humano melhor do que você já era”
Cinco rosas para a história porque amei de mais. 

Agora quero saber de vocês, se vocês já leram o que acharam, quero saber tudinho. Conte-me aí nos comentários.
É isso gente, até mais 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, dúvida ou sugestões!
E obrigada pela visita! 😉

© Depois da Leitura | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.