[RESENHA]: O ar que ele respira (Elementos #1) - Brittainy C. Cherry

em 15 de outubro de 2018


Título: O ar que ele respira (Elementos #1)
Ano: 2016
Páginas: 308
Editora: Record
Autor (a): Brittainy C. Cherry
Skoob
Classificação:

Sinopse: O novo romance da autora de Sr. Daniels.
Como superar a dor de uma perda irreparável? Elizabeth está tentando seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, ela decide voltar a seu antigo lar e enfrentar as lembranças de seu casamento feliz com Steven. Porém, ao retornar à pequena Meadows Creek, ela se depara com um novo vizinho, Tristan Cole. Grosseiro, solitário, o olhar sempre agressivo e triste, ele parece fugir do passado. Mas Elizabeth logo descobre que, por trás do ser intratável, há um homem devastado pela morte das pessoas que mais amava. Elizabeth tenta se aproximar dele, mas Tristan tenta de todas as formas impedir que ela entre em sua vida. Em seu coração despedaçado parece não haver espaço para um novo começo. Ou talvez sim.


Nesta semana eu trouxe a resenha do livro O Ar que Ele Respira da autora Brittainy C. Cherry.  A leitura deste livro foi a minha primeira experiência com a autora. E, este livro é o primeiro livro da série Elementos. Tenho muitas coisas para falar sobre essa leitura, porque é romance né gente não tem como eu falar pouco sobre esse livro. Então, vamos lá!

Já no Prólogo a história do nosso personagem principal Tristan é narrada em primeira pessoa, porém, ele está revivendo o passado no ano de 2014. Já neste primeiro contato com a leitura percebi que seria um drama muito pesado. 

No primeiro contato com o personagem, Tristan é descrito pela autora como um homem forte, barbudo, bonito e muito, muito ferido por dentro. E, todas as pessoas da cidade tem receio dele e tem uma visão totalmente equivocada a respeito dele. A história é intercalada entre o presente e o passado, então, conseguimos identificar que mesmo na atualidade os fantasmas do passado de Tristan ainda estão lá. As feridas então abertas e ainda são estampadas na íris de seus olhos.

Embora a história de Tristan seja comovente, já no segundo capítulo conhecemos Elizabeth. Ela também é descrita pela autora como uma mulher linda, que tem uma criança pequena chamada Emma, mas também tem marcas do passado e que persistem a assombra-la diariamente. Dessa forma, após um ano da morte do seu marido Steven, ela resolveu sair da casa da sua mãe e voltar para a cidade onde ela foi feliz um dia para tentar reconstruir a sua vida.

Voltando para a cidade Meadows Creek, Elizabeth quase atropelou um cachorro (Zeus) que estava correndo pela rua, porém, ao tentar conversa com o dono do cachorro ela foi maltratada por um homem sem educação e rude, após dar toda a assistência possível Elizabeth desejou nunca mais ver aquele homem. 



Por ser uma cidade pequena todos já estavam sabendo que Elizabeth está de volta após um ano afastada, logo os antigos amigos dela estão comemorando a volta da mulher que perdeu metade do seu coração. Tem uma amiga em especial que gostaria de falar um pouco dela.

Faye é uma amiga muito louca, que fala muita besteira, divertida e que sabe tudo sobre a vida sexual de Elizabeth. Tem uma cena dela com o Tristan que eu nunca vou esquecer e, gente só para dar uma dica que muita tem muita 💩💩 envolvida, rsrs

Enfim, voltando para a vida sofrida de Elizabeth. O destino não poderia ser tão bondoso né gente, adivinha quem é o vizinho mais esquisito e suspeito da nossa querida protagonista....SIM, ele mesmo. Após alguns encontros esquisitos entre Tristan e Elizabeth, ela percebeu que como ela, ele também tem um vazio por dentro, porém, no caso de Tristan o buraco é mais embaixo, logo ele quer evitar qualquer tipo de entretenimento humano na sua vida. Entretanto, ambos perceberam que talvez juntos poderiam reviver as lembranças do passado novamente.

“Todo mundo falava que ele era grosseiro, e eu acreditei nisso. Vi sua hostilidade. Mas também vi uma grande parte dele que ninguém conhecia. Vi que ele quase desmoronou ao saber que Zeus ficaria bem. Vi quando ele se abriu com nitidez, falando da perda(...)Vi o lado gentil e devastado de Tristan, coisas que a maioria das pessoas  não enxergava.” - Elisabeth

Até o meio da história, as coisas esquentam muito, muito, muito. Nos leitores não sabemos o nível do HOT, até ler né. Eu que estou acostumada achei algumas partes bem...exageradas. Após a meio da história as coisas foram ficando mais serias, e quando o final da história chegou eu nem acreditei que no que estava lendo. Um romance quente, com drama, dor e superação, depois virou assunto de sobrevivência e caso policial. Fiquei chocada.

“Não imaginava que isso fosse possível. Não sabia que um coração, mesmo em pedaços, ainda poderia bater por amor.”  - Elisabeth


Outra coisinha que tenho que ressaltar e que a filha da Elizabeth, tem uma paixão pelo filme  Hotel Transilvânia, e ama brincar de Zombie. Eu também gosto muito de assistir qualquer filme e série relacionado a Zombie.  Amei de mais! 


Primeira vez que comprei uma edição da editora Record que, as folhas são grossas e não tem problemas de impressão🤘. Tenho que elogias essa edição porque não sei se verei outras, pois já vi que o livro “A chama dentro de nós” e “A Força que Nos Atraí” não tem a mesma qualidade.

Gostei muito do meu primeiro contato com a autora, porque a escrita dele é boa e a leitura fluiu muito bem, em nenhum momento fiquei desanimada com a história. Com um drama forte e corações partidos essa série já ganhou meu coração. 

Sobre a autora: Brittainy C. Cherry é formada em artes cênicas, com especialização em escrita criativa pela Carroll University, em Wisconsin. Quando não está escrevendo, adora brincar com seus bichinhos de estimação. Ela mora com a família em Milwaukee, Wisconsin.






Então gente, essas foram as minhas impressões sobre o livro O Ar que Ele Respira e espero que vocês tenham gostado. 🤗❤

7 comentários:

  1. Oiii Lidia

    Todo mundo tem elogiado bastante a autora, é a segunda resenha que leio de alguns dos livros dela e todos me parecem super interessantes, maduros e bem escritos. Dica anotada.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ivy, realmente é uma leitura bem madura. E, muito hot. Eu recomendo para pessoas que gostam de romance sofrimento.

      Que isso, eu que agradeço!

      Excluir
  2. Oi Lidia!
    Essa coisa do HOT exagerado me desanima, mas queria ler esse livro pq gostei da escrita da autora em Sr. Daniels!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol, isso me desaminou um pouco. Por isso não deu 5 florzinhas, rsrs
      Mas tirando isso, gostei da leitura.

      Obrigada pela visita!

      Excluir
  3. Oi, Lidia! Tudo bom?
    Infelizmente eu tive uma péssima experiência de leitura com esse livro, então prefiro não chegar perto de mais nada da autora HUUASUHSAHUSAHUSAHUSA o Tristan me deu úlcera de tanto que me irritou.
    Mas que bom que tu curtiu! Adorei a resenha.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Sério Denise?? Ahh mais fica tranquila isso acontece. Eu até que entendi o lado do Tris. Fico muito feliz por ter uma opinião diferente da minha.

      Obrigada pela visita

      Excluir

Deixe seu comentário, dúvida ou sugestões!
E obrigada pela visita! 😉

© Depois da Leitura | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.